Estudos > Tipos de Dança > Véus Wings

Véus Wings

A origem do véu Wings é norte-americana e deve ter ocorrido no início do século XX. Dizem que ele foi criado em referência à Deusa Isis, que se transformou em um pássaro a fim cantar suas lamentações. Isis é mãe de Hórus e esposa de Osiris. Por isso ele também é conhecido como "véu de Isis".Outra sugestão de sua criação a respeito da origem deste véu na dança do ventre, é de que as americanas introduziram este acessório em formato de asa para chamar a atenção do público.

 

Independente das especulações, sabe-se que este acessório está na moda. Muitas bailarinas, famosas ou não, usam o véu Wings em suas apresentações. Ele também é chamado de véu borboleta e asas de anjo (Isis Wings, Alas de angeles…) por causa do formato em asas e podendo ter várias cores e feito em diversos tecidos.

 

No início eram plissados e de uma cor só, mas hoje costumam ser coloridos, fruta cor e até de seda. Pode até ter só um lado da asa. Na hora de escolher, conta a personalidade de cada bailarina. Existe um tamanho padrão de 3 metros para cada asa e uma altura de 1,50 m, mas você pode em ateliês fazer o seu sob medida.

 

Chegou a custar muito caro quando ficaram famosos, mas hoje estão com o preço mais em conta em razão da quantidade de pessoas que produzem esses véus. Existem dois modelos básicos: egípcio e argentino. O primeiro possui um velcro que você prende no pescoço ou nos pulsos, limitando o uso do véu como borboleta.

 

O argentino não tem isso, é uma faixa mais comprida, e assim é possível brincar com o véu de diversas maneiras: você pode colocá-lo no pescoço, cintura e fazer todos os movimentos que costuma realizar com um véu normal como helicóptero, asa de anjo, leque…além de outros tipos de giros.

Dançar com o véu Wings parece fácil, mas engana-se quem pensa assim. Você precisa ter domínio dos movimentos, por isso não fique achando que este ornamento vai esconder a sua dança.

 

Sem contar que uma ótima postura e força nos braços são fundamentais, para que os passos saiam bem executados ao mesmo tempo em que leves.

Geralmente, as bailarinas escolhem músicas modernas, com batidas fortes e utilizam o véu como entrada de um show. É uma dança que exalta neste acessório, a flexibilidade e a habilidade da bailarina.

 

 

Fonte: http://mahlikaelhana.blogspot.com